Viadutos Contra o Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Data: 18/05/2017

Em 1973 um crime bárbaro chocou o Brasil. Seu desfecho escandaloso seria um símbolo de toda a violência que se comete contra as crianças.

Com apenas oito anos de idade, Araceli Cabrera Sanches foi sequestrada em 18 de maio de 1973. Ela foi drogada, espancada, estuprada e morta por membros de uma tradicional família capixaba. O caso foi tomando espaço na mídia. Mesmo com o trágico aparecimento de seu corpo, desfigurado por ácido, em uma movimentada rua da cidade de Vitória (ES), poucos foram capazes de denunciar o acontecido. O silêncio da sociedade capixaba acabaria por decretar a impunidade dos criminosos.

Apesar da cobertura da mídia e do especial empenho de alguns jornalistas, o caso ficou impune. Araceli só foi sepultada três anos depois. Sua morte ainda causa indignação e revolta.

Em Viadutos a mobilização pela Coordenação e Equipe Técnica do CRAS a cerca do assunto iniciou, com o apoio da Secretaria de Educação do Município e com a Escola Estadual de Educação Básica Viadutos, os quais se prontificaram a abrir suas portas para conversar sobre o tema.

Em seguida foram realizadas palestras de cunho preventivo nas escolas, com públicos de diferentes faixas etárias (6 a 11 anos e 12 a 17 anos), com o intuito de promover a sensibilização a cerca de um assunto que é tão sério e ainda tão pouco falado.

Já no dia 17 de maio o CRAS, juntamente com o Prefeito Municipal, Primeira Dama, Presidente da Câmara Municipal, Secretarias de Assistência Social e Educação, Professores e alunos da Escola Municipal e Estadual, Grupo de Idosas Conviver, Policia Civil, Conselho Tutelar, Emater e com o apoio de Luiz Eduardo Nichetti (Dudu) o qual se prontificou em colocar o carro de som, realizou uma caminhada pela Av. Independência, como forma de mobilização a cerca do assunto. Na oportunidade as crianças e adolescentes distribuíram informativos ao comércio local.

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes vem manter viva a memória nacional, reafirmando a responsabilidade da sociedade brasileira em garantir os direitos de todas as suas Aracelis.

 

Gallery_big_d9b05c591c543092decc398552e4f558
IMG_4731.JPG