Consciência Negra na Educação Infantil Viadutos!

Data: 20/11/2019

Sancionada em 09 de janeiro de 2003, a Lei 10.639 instituiu o dia 20 de novembro como Dia Nacional da Consciência Negra. De acordo com o texto aprovado pelo Governo Federal, ele deve estar presente no calendário escolar das escolas públicas e privadas de todo o país.

Outro ponto importante, também sancionado pela Lei, foi que o ensino de História e Cultura Afro-Brasileira passou a ser obrigatório nas escolas. Tudo isso com o objetivo de promover reflexões acerca do reconhecimento da luta e resistência dos negros ao longo da história do Brasil.

O dia 20 de novembro não foi escolhido ao acaso. Nesta data, em 1695, faleceu uma das mais importantes lideranças negras da história brasileira. Zumbi foi líder do quilombo dos Palmares, atuando fortemente contra o sistema escravista e na busca pela liberdade de seu povo.

Os quilombos eram os locais para onde os escravos que conseguiam fugir se abrigavam. O mais notável deles foi liderado por Zumbi, que ficava na então província de Pernambuco. Zumbi dos Palmares foi morto durante um combate, justamente enquanto defendia o seu povo.

Com o intuito de trabalhar de forma lúdica e divertida este tema com as crianças da pré-escola A e B, as  Professoras Luciana Girardi, Rubia Basso  e Silvia Marcolin e a atendente Leticia Fragoso, fizeram uma contação de história: O cabelo de Lelê, após uma conversa sobre as diferenças, incluindo o respeito a cor da pele e aos cabelos, não somente afro mas o respeito as pessoas no geral.

A atividade consistiu em um espaço organizado com elementos da natureza, palitos, galhos, folhas, as crianças foram orientadas a montar um boneco com uma bolinha de isopor, as mesmas deveriam montar o corpo do boneco com a inspiração da personagem da história “ Lelê”.

Texto e fotos: Equipe EMEI 

Gallery_big_89dc68868dcbfe3f2ec3ee136def243b
IMG-20191119-WA0028.jpg